Relatório 12-P/2007, de 25 de Setembro de 2007

 
TRECHO GRÁTIS

Relatório n. 12-P/2007

Sede social: Rua de Campolide, 47-A, 1070-026 Lisboa.

Capital social: 500 000 euros.

Pessoa colectiva n. 505915804.

Matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o n. 13 804.

Relatório e contas de 2006

Relatório da gerência

1 - Introduçáo

A Trans Envio - Agência de Câmbios, L.da (sociedade), tem por objecto a compra e venda de moeda estrangeira e a transferências de fundos de e para o exterior, tem a sua sede na Rua de Campolide, 47-A, em Lisboa, pessoa colectiva n. 505915804, com o capital social de 500 000 euros e encontra-se matriculada na Conservatória do Registo Comercial de Lisboa sob o n. 13 804, e de acordo com a lei, apresenta aos sócios o relatório de gestáo e as contas do exercício de 2006.

2 - Análise da actividade

A actividade da empresa durante o ano de 2006, continuou a desenvolver-se, numa conjuntura caracterizada pela forte concorrência do sistema financeiro tradicional e de sociedades financeiras que possuem o mesmo objecto da Trans Envio, ou seja a transferência de fundos de e para o exterior. O negócio de compra e venda de moeda estrangeira continuou a revestir-se de um carácter meramente aces-sório como consequência das limitaçóes de mercado, que se revela muito agressivo e de fraca rentabilidade, em número de operadores instalados.

O quadro a seguir mostra o volume de compras e vendas de moeda estrangeira, excluindo as transacçóes de travellers cheques, bem como o total de ganhos cambiais deste segmento de actividade:

Compras de ME (contravalor em euros) ............ 376 444,39

Vendas de ME (contravalor em euros) ............... 401 625,67

Total ganho cambial ........................................... 26 886,19

Nas transferências de fundos de e para o exterior, os resultados ficaram aquém dos objectivos inicialmente traçados, tendo em conta as naturais e legítimas expectativas criadas pelos resultados globais obtidos no ano de 2005, muito embora no último trimestre desse exercício já se registasse algum retrocesso na evoluçáo verificada até aí.

Isto apesar de se ter mantido uma forte estratégia de marketing ao longo de todo o ano, orientada para o alargamento e diversificaçáo da base de clientes e para o reforço de uma imagem de segurança, eficácia e confiança junto do mercado.

Para tal resultado náo seráo alheias as estratégias comerciais cada vez mais agressivas das empresas concorrentes como seja a ausência de cobrança de comissóes e a indesejável permanência de um clima de crise económica no país que necessariamente afecta o mercado de transferências. Com efeito, os elevados níveis de desemprego e a ausência de significativo investimento quer público quer privado, afectam

Relatório e parecer do fiscal único

1 - Nos termos da lei e do mandato que nos conferiram, apresentamos o relatório sobre a actividade fiscalizadora desenvolvida e damos parecer sobre o relatório de gestáo e as demonstraçóes financeiras apresentados pelo conselho de administraçáo do Sanpaolo IMI Bank (International), S. A. (Banco), relativamente ao exercício findo em 31 Dezembro de 2006.

2 - No decurso do exercício acompanhámos, com a periodicidade e a extensáo que considerámos adequada, a actividade do Banco. Verificámos a regularidade da escrituraçáo contabilística e da respectiva documentaçáo. Vigiámos também pela observância da lei e dos estatutos.

3 - Como consequência do trabalho de revisáo legal efectuado, emitimos a respectiva certificaçáo legal das contas, em anexo, bem como o relatório sobre a fiscalizaçáo endereçado ao conselho de administraçáo.

4 - No âmbito das nossas funçóes verificámos que:

  1. O balanço, as demonstraçóes dos resultados e de origem e aplicaçáo de fundos e o correspondente Anexo permitem uma adequada compreensáo da situaçáo financeira do Banco e dos seus resultados; ii) As políticas contabilísticas e os critérios valorimétricos adoptados sáo adequados nas circunstâncias;

    iii) O relatório de gestáo é suficientemente esclarecedor da evoluçáo dos negócios e da situaçáo do Banco evidenciando os aspectos mais significativos;

    vi) A proposta de aplicaçáo de resultados obedece às disposiçóes estatuárias e legais aplicáveis.

    5 - Nestes termos, tendo em consideraçáo as informaçóes recebidas do conselho de administraçáo e serviços e as conclusóes constantes da certificaçáo legal das contas, somos do parecer que:

  2. Aprovado o relatório de gestáo;

    ii) Sejam aprovadas as demonstraçóes financeiras;

    iii) Seja aprovada a proposta de aplicaçáo de resultados.

    Lisboa, 28 de Março de 2007. - O Fiscal Único, Pricewaterhouse-Coopers & Associados - Sociedade de Revisores Oficiais de Contas, L.da, representada por José Manuel Henriques Bernardo, revisor oficial de contas. 2611018297Canais de distribuiçáo em 2006

    directa e profundamente os sectores (comércio, construçáo civil e obras públicas) onde se enquadram os trabalhadores que afinal constituem a grande massa de clientes da empresa.

    O número de remessas e volumes (totais e média unitária) está expresso no quadro seguinte:

    (Em euros)

    Descriçáo 2006 2005

    Número de remessas .................... 102 369 120 222

    Montante .................................... 41 568 500,0 48 457 000,0

    Média por remessa ...................... 406,1 403,1

    A evoluçáo das ordens recebidas e enviadas ao longo dos anos de 2005 e 2006 está expressa no gráfico que se segue:

    Evoluçáo mensal de ordens

    No encaminhamento e distribuiçáo das ordens é de continuar a destacar o canal Brasil, que representava, no final do exercício, 76% do total das ordens recebidas e enviadas se bem que registando um decréscimo relativo de cerca de 13% em termos de representatividade relativa, considerada a base global de distribuiçáo das ordens.

    Em contrapartida, o canal Leste apresentou um crescimento relativo de 7%, confirmando-se constituir inequivocamente um segmento que merece ser devidamente trabalhado podendo vir a tornar-se ainda mais importante.

    O canal LCC representou, neste ano de 2006, 14% do volume de transacçóes da sociedade, o que consubstancia, face ao volume de transacçóes verificadas no ano anterior, um aumento relativo de 6%.

    Este canal caracteriza-se por ser constituído por sociedades ligadas à Trans Envio, através de sócios comuns.

    A distribuiçáo (origem e destino) das ordens, em percentagem, é a seguinte:

    Canais de distribuiçáo em 2005

    Em matéria de políticas de gestáo de riscos financeiros interessa ressalvar a política de preços e cobertura de riscos cambiais. Em matéria de riscos de crédito, liquidez e de fluxos de caixa, eles náo têm particular relevância no conjunto de activos e passivos da sociedade, dada a natureza da actividade desenvolvida. Na verdade, esta impóe, em geral, a entrada dos fluxos financeiros líquidos e a liquidaçáo de uma responsabilidade perante terceiros. A liquidez e fluxos de caixa, ficam apenas condicionados pelo esforço de investimento ocorrido em cada período, bem como pelos fluxos gerados internamente pela conta de exploraçáo. Náo existem constrangimentos de tesouraria provocados por situaçóes de incumprimento, e o grau de liquidez dos elementos do activo é feita tendo em conta as necessidades de fluxos financeiros futuros, de carácter corrente ou extraordinário.

    A gestáo da política de preços é feita tendo em conta as regras do mercado e o comportamento da concorrência náo descurando obviamente o serviço de excelência que se pretende prestar ao cliente.

    Em matéria de risco de câmbio, com excepçáo da compra e venda de moeda, cuja risco implícito é o que decorre no período da data da compra até à data da venda, o risco de câmbio em divisas está atenuado pelo facto da fixaçáo de pricing a terceiros, ser funçáo dos montantes e taxas contratados previamente na respectiva divisa.

    3 - Marketing

    Continuou em 2006 o esforço significativo no que às actividades gerais de marketing concerne, especialmente nas suas vertentes comunicaçáo e imagem para elevar os níveis de notoriedade da empresa junto de todo o seu público-alvo e para fazer chegar a este da forma mais clara e expedita a respectiva mensagem.

    O mercado onde a Trans Envio exerce a sua actividade caracteriza-se por uma forte e agressiva concorrência entre competidores, pelo que se requer uma constante adaptabilidade do plano de marketing da empresa às constantes alteraçóes do mercado nomeadamente resultantes de alteraçóes das estratégias dos concorrentes.

    Acresce que, o cliente-padráo que recorre aos serviços da Trans Envio, se caracteriza, na maioria dos casos, por pertencer à comuni-dade de imigrantes estrangeiros residentes em Portugal (principalmente de nacionalidade brasileira e de leste), com uma forte apetência à poupança e buscando permanentemente serviços de encargos e custos o mais reduzidos possível, optando, muitas vezes, por serviços mais baratos, desprezando nomeadamente o factor segurança.

    A implementaçáo das estratégias de marketing visando sobretudo captar e fidelizar os clientes têm implicado assim um redobrado esforço, quer na divulgaçáo da imagem e serviços da sociedade, quer na realizaçáo de constantes acçóes de promoçáo e de merchandising.

    Consequentemente, os custos de marketing continuam como uma das principais rubricas da componente de custos, cifrando-se em cerca de 420 000 euros no exercício.

    4 - Investimento

    No decurso do presente ano, a sociedade reduziu drasticamente o esforço de investimento, dado ter optado por náo expandir a sua rede de balcóes de atendimento.

    28 140-(50)Assim, e no decurso do exercício de 2006, foram investidos em activos fixos apenas 57 779,20 euros, em equipamento, como se detalha no quadro a seguir:

    Saldo do exercício Aumentos Valor anterior Amorti- Regu- líquido

    Abates

    Contas Reava- Transfe- zaçóes do lariza- em 31 de

    Amorti- Aqui- (líquido)

    Valor liaçóes rências exercício çóes Dezembro zaçóes siçóes bruto (líquido) de 2006 acumuladas

    Imobilizaçóes incorpóreas ...... 29 100,67 18 915,88 1 695,21 - 3 914,96 11 570,17 - - 4 224,79

    Despesas de estabelecimento 6 408,42 4 272,42 - - 2 136,00 - - -

    ...

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO