Despacho conjunto n.º 624/2003, de 28 de Maio de 2003

 
TRECHO GRÁTIS

Despacho conjunto n.º 624/2003. - Os cargos integrantes do conselho directivo do Instituto Nacional de Engenharia e Tecnologia Industrial (INETI) encontram-se vagos, uns por cessação das comissões de serviço dos anteriores titulares, outros na sequência de pedidos de exoneração aceites, e outros ainda por nunca terem sido providos, caso dos vogais não executivos.

É imprescindível dotar o INETI de uma administração experiente, que alie competências no domínio da Administração Pública e de gestão e dê garantias de execução de programas e projectos de investigação orientada para as empresas, de modo que este Instituto e Laboratório do Estado possa efectivamente contribuir para o aumento da produtividade da economia, através do reforço da vertente da inovação.

Entende-se que o perfil dos nomeados, cujas sínteses curriculares constituem anexo ao presente despacho e dele fazem parte integrante, são os adequados aos princípios enunciados.

Assim: Nos termos do disposto na Lei n.º 49/99, de 22 de Junho, designadamente dos respectivos artigos 3.º, n.º 1, e 18.º, n.º 6, alínea a), conjugados com o artigo 5.º, n.os 1 e 2, do Decreto Regulamentar n.º 30/92, de 10 de Novembro, são nomeadas para integrar o conselho directivo do INETI as seguintes personalidades: Presidente - Alcides Rodrigues Pereira, licenciado em Ciências Geológicas e assessor principal do Instituto Geológico e Mineiro.

Vice-presidentes: Maria da Conceição Albuquerque Cardoso Reis Ventura, licenciada em Direito e assessora principal da Secretaria-Geral do Ministério da Economia.

António Manuel Nunes Mateus, doutorado em Geologia pela Universidade de Lisboa e professor associado da mesma Universidade.

2 de Maio de 2003. - O Primeiro-Ministro, José Manuel Durão Barroso.O Ministro da Economia, Carlos Manuel Tavares da Silva. - O Ministro da Ciência e do Ensino Superior, Pedro Lynce de Faria.

Nota curricular de Maria da Conceição Albuquerque Cardoso Reis Ventura Habilitações: Licenciatura em Direito pela Universidade Católica Portuguesa (1982); Pós-graduação em Administração Pública pelo Instituto Nacional de Administração; Vários cursos nas áreas de gestão comum, jurídica e informática.

Situação actual - assessora principal do quadro da Secretaria-Geral do Ministério da Economia.

Carreiraprofissional: Secretária-geral do Ministério da Economia desde 6 de Dezembro de 2001; Assessora da carreira técnica superior do quadro de pessoal da Secretaria-Geral do Ministério da Economia de 3 de Julho...

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO