Aviso n.º 5555/2007, de 23 de Março de 2007

 
TRECHO GRÁTIS

do Despacho Normativo n.o 47/97, de 11 de Agosto, faço público que a Associaçáo Nacional de Criadores de Ovinos da Raça Churra Galega Mirandesa requereu o registo e protecçáo de Mirandês como Denominaçáo de Origem Protegida para cordeiro ou carne de cordeiro ou carne de borrego ou canhono.

II - Definiçáo. - Entende-se por cordeiro Mirandês a carne proveniente do abate de ovinos de ambos os sexos da raça Churra Galega Mirandesa, identificados e inscritos no livro de registo zootécnico da raça, com idade até aos quatro meses, nascidos e criados num sistema de exploraçáo extensivo tradicional, desmanchada e acondicionada de acordo com as regras estipuladas no caderno de especificaçóes e na área geográfica delimitada.

III - Descriçáo do produto. - A carne de cordeiro Mirandês, face ao modo de produçáo seguido na área geográfica, apresenta as seguintes características:

  1. Peso da carcaça - compreendido entre os 4 kg e os 12 kg, distinguindo-se três categorias distintas:

    Categoria A - de 4 kga7kg;

    Categoria B - de 7,1 kg a 10 kg; e Categoria C - de 10,1 kg a 12 kg.

  2. Gordura - a gordura é de cor branca, brilhante e de consistência firme, cujo teor na carcaça permite que esta seja classificada nas classes 1.a a 3.a A espessura da gordura subcutânea aumenta com o aumento do peso da carcaça quente, todavia a diferença entre as categorias de peso B e C náo é significativa. A um aumento do peso da carcaça corresponde um aumento da percentagem de gordura pélvica e renal, mais visível nas fêmeas; c) Sensoriais - a carne tem uma cor rosada, é extremamente tenra, suculenta e muito saborosa, com aspecto pouco marmoreado de músculo e gordura. O músculo é bastante suculento e macio, a gordura é branca, consistente, náo exsudativa e com uma textura macia. As três categorias do cordeiro Mirandês náo apresentaram diferenças significativas na suculência, na dureza, na intensidade do odor e na aceitabilidade geral. Isto deve-se ao tipo de maneio e alimentaçáo, pois os cordeiros alimentam-se essencialmente de leite materno e pastagens tenras, obtendo-se assim carne com características organolépticas semelhantes nas três categorias.

    IV - Apresentaçáo comercial. - A carne de cordeiro Mirandês apresenta-se comercialmente, e independentemente da idade de abate, sob duas formas distintas:

    1) Em carcaças ou hemi-carcaças, marcadas e identificadas com a denominaçáo de venda e ostentando de forma inviolável a marca de certificaçáo;

    2) Preembalada, em peças inteiras ou em...

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO