Anúncio n.º 7474/2007, de 06 de Novembro de 2007

 
TRECHO GRÁTIS

Anúncio n.o 7474/2007

Insolvência de pessoa colectiva (requerida) Processo n.o 559/07.1TBSCD

Requerente - SOSOARES - Caixilharias e Vidros, S. A. Devedor - ALUMINDUSTRIA - Indústria de Alumínios, L.da

No 1.o Juízo do Tribunal da Comarca de Santa Comba Dáo, no dia 15 de Outubro de 2007, pelas 17 horas, foi proferida sentença de declaraçáo de insolvência da devedora ALUMINDUSTRIA - Indústria de Alumínios, L.da, número de identificaçáo fiscal 503855464, com endereço no Parque Industrial, lote 11, Carregal do Sal, 3430-132 Carregal do Sal, com sede na morada indicada.

É administrador do devedor José Ferreira Pereira, casado, sócio-gerente, número de identificaçáo fiscal 157012468, residente na Avenida de Nossa Senhora das Febres, 39, 3430 Carregal do Sal, a quem é fixado domicílio na morada indicada.

Para administrador da insolvência é nomeado o Dr. Ademar Margarido de Sampaio R. Leite, com endereço na Avenida de Alberto Sampaio, 106, 2.o, 3500 Viseu.

Ficam advertidos os devedores do insolvente de que as prestaçóes a que estejam obrigados deveráo ser feitas ao administrador da insolvência e náo ao próprio insolvente.

Ficam advertidos os credores do insolvente de que devem comunicar de imediato ao administrador da insolvência a existência de quaisquer garantias reais de que beneficiem.

Declara-se aberto o incidente de qualificaçáo da insolvência, relegando para momento ulterior, no qual seja conhecida a concreta extensáo do património dos devedores, a sua qualificaçáo como pleno ou limitado - artigos 36.o, alínea i), 188.o e 191.o do CIRE.

Para citaçáo dos credores e demais interessados correm éditos de cinco dias.

Ficam citados todos os credores e demais interessados de tudo o que antecede e ainda de que o prazo para a reclamaçáo de créditos foi fixado em 30 dias.

O requerimento de reclamaçáo de créditos deve ser apresentado ou remetido por via postal registada ao administrador da insolvência nomeado, para o domicílio constante do presente edital (n.o 2 do artigo 128.o do CIRE), acompanhado dos documentos probatórios de que disponham.

Mesmo o credor que tenha o seu crédito por reconhecido por decisáo definitiva náo está dispensado de o reclamar no processo de insolvência (n.o 3 do artigo 128.o do CIRE).

Do requerimento de reclamaçáo de créditos deve constar (n.o 1

do artigo 128.o do CIRE):

A proveniência do(s) crédito(s), data de vencimento, montante de capital e de juros;

As condiçóes a que estejam subordinados, tanto suspensivas como...

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO