Anúncio n.º 7929-UV/2007, de 21 de Novembro de 2007

 
TRECHO GRÁTIS

Anúncio n. 7929-UV/2007

Conservatória do Registo Comercial de Setúbal. Matrícula n. 4830/ 980420; identificaçáo de pessoa colectiva n. 504172808; inscriçáo n. 1; número e data da apresentaçáo: 35/980420.

Certifico que:

1) Joáo Miguel Valente Duarte, solteiro maior;

2) Salustiano Moreira Azevedo, casado com Maria Fernanda Ruas Bartolomeu Azevedo na comunháo de adquiridos;

3) António Maria Duarte Parrulas, casado com Maria Luísa Manteigas Valente na comunháo de adquiridos, constituíram a sociedade em epígrafe, que se rege pelo seguinte contrato:

Pacto social Artigo 1.

Denominaçáo, sede

A sociedade adopta a firma Azevedo & Parrulas - Sociedade de Isolamentos e Pinturas, L.da, e tem a sua sede no Parque do Dr. Manuel Constantino Góis, 1, 1., direito, freguesia de Sáo Sebastiáo, concelho de Setúbal.

Artigo 2.

Objecto

A sociedade tem por objecto a realizaçáo de obras de isolamento e pinturas.

Artigo 3.

Capital social

O capital social, integralmente subscrito e realizado em dinheiro, é de 450 000$ e corresponde à soma das seguintes quotas: 150 000$, entregues pelo sócio Joáo Miguel Valente Duarte, 150 000$, entregues pelo sócio Salustiano Moreira Azevedo, e 150 000$, entregues pelo sócio António Maria Duarte Parrulas.

Artigo 4.

Gerência

  1. A gerência, dispensada de cauçáo, remunerada ou náo, conforme for deliberado em assembleia geral, será constituída por três gerentes, sendo necessária a intervençáo conjunta de dois gerentes para obrigar a sociedade em todos os seus actos e contratos, sendo uma, obrigatoriamente, a do sócio Salustiano Moreira Azevedo. Ficam desde já nomeados gerentes os três sócios.

  2. A sociedade náo poderá ficar obrigada em actos ou contratos de responsabilidade alheia, tais como fianças, abonaçóes ou letras em favor. c) A gerência poderá constituir mandatários ou procuradores da sociedade para determinados actos ou categorias de actos ou determinados negócios e do mesmo modo, um gerente poderá delegar noutro gerente nos termos do n. 2 do artigo 261. do Código das Sociedades Comerciais.

    Artigo 5.

    Cessáo de quotas

    A cessáo de quotas entre sócios é livre, tal como a divisáo de quotas por herdeiros dos sócios, porém, quando a favor de estranhos, 33 824-(254)depende do consentimento da sociedade, à qual fica reservado em primeiro lugar e aos sócios náo cedentes em segundo lugar, o direito de preferência na aquisiçáo da quota que se deseja alienar, pelo valor que lhe corresponder segundo o ultimo balanço aprovado, acrescido da...

Para continuar a ler

PEÇA SUA AVALIAÇÃO